Kelly Magalhães quer poço artesiano em povoado de Bom Jesus da Lapa

Neire Matos | Ascom KM A deputada estadual Kelly Magalhães (PCdoB), está solicitando ao governo do Estado, através da CERB – Companhia de Engenharia Ambiental e Recursos Hídricos, a perfuração de poço artesiano no povoado de Surucucú, em Bom Jesus da Lapa. Segundo ela, dentre os vários programas sociais que o governo da Bahia executa, […]

Em 26/08 de 2014

Neire Matos | Ascom KM

Imagem meramente ilustrativa | Foto: afolhadacidade.blogspot.com
Imagem meramente ilustrativa | Foto: afolhadacidade.blogspot.com

A deputada estadual Kelly Magalhães (PCdoB), está solicitando ao governo do Estado, através da CERB – Companhia de Engenharia Ambiental e Recursos Hídricos, a perfuração de poço artesiano no povoado de Surucucú, em Bom Jesus da Lapa. Segundo ela, dentre os vários programas sociais que o governo da Bahia executa, a perfuração de poços artesianos por todo o interior do estado, se destaca pelo alcance social, diante das prolongadas estiagens em várias regiões do semiárido.

O município de Bom Jesus da Lapa, que registra baixas densidades pluviométricos, está entre os mais afetados, chegando a ultrapassar dois anos sem chuvas. “Nesta localidade, por exemplo, a comunidade fica dependendo de carros pipas que na maioria das vezes não consegue atender a demanda, expondo os moradores ao sofrimento com a falta de água”, explica a parlamentar.

No Povoado de Surucucú, residem cerca de 32 famílias e possui uma Unidade Escolar Municipal, justificando portanto a perfuração deste poço artesiano. A Indicação está tramitando na Assembleia Legislativa. Kelly já pediu o apoio do presidente da CERB, Bento Ribeiro Filho, no sentido de agilizar o atendimento a reivindicação.

Kelly lembra que a solicitação atende a pedido do vereador daquele município, Romeu Thessing, “que, em nome dos moradores, atesta a reivindicação desta indicação”.

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.