Governo e empresário assinam protocolo para novo polo industrial

O Governo da Bahia assina protocolo de intenções nesta terça-feira (26), às 9h, com as empresas ASK, OAS, Odebrecht e UTC para implantação de um o complexo industrial denominado Polo Produtivo 2 de Julho, no município de Maragogipe, no Recôncavo. O Estaleiro Enseada do Paraguaçu (EEP) também assinará o documento. O ato será na Governadoria, […]

Em 25/11 de 2013

01O Governo da Bahia assina protocolo de intenções nesta terça-feira (26), às 9h, com as empresas ASK, OAS, Odebrecht e UTC para implantação de um o complexo industrial denominado Polo Produtivo 2 de Julho, no município de Maragogipe, no Recôncavo. O Estaleiro Enseada do Paraguaçu (EEP) também assinará o documento. O ato será na Governadoria, Centro Administrativo da Bahia, com a presença do governador Jaques Wagner e representantes das empresas.

O novo complexo tem o objetivo de atender a crescente demanda da indústria de óleo e gás do pré-sal e do pós-sal e a revitalização da indústria naval na Báia de Todos-os-Santos, o empreendimento deve gerar cerca de 10 mil empregos diretos e 20 mil indiretos, segundo informações das empresas sócias. A previsão de investimentos é de R$ 2 bilhões.

As empresas que se instalarão no complexo serão selecionadas a partir da identificação das principais cadeias de produção e da infraestrutura a ser implantada na região. Assim, as indústrias que comporão o complexo serão forjarias, fundições, indústrias de metal mecânica, sistemas e fornecedores, produzindo módulos de acomodação naval, de processo de tratamento e outros, voltadas para o EEP.

De acordo com o documento, o Estado assumirá obrigações de fornecer a infraestrutura externa necessária para o desenvolvimento das atividades do polo, como água, esgoto, acesso e, ainda, benefícios fiscais para as empresas investidoras no Polo 2 de Julho.

Fonte: Secom Bahia

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.