Governador assina contrato para novas vagas no sistema prisional baiano

Fotos: Carla Ornelas/GOVBA O sistema prisional baiano terá mais 3.822 vagas com a construção de sete novas unidades prisionais e ampliação de outras quatro. O contrato para as obras, orçadas em R$ 150,9 milhões, foi assinado nesta sexta-feira (17), na Governadoria, pelo governador Jaques Wagner e o secretário de Administração Penitenciária, Nestor Duarte. Atualmente, a […]

Em 18/01 de 2014

Fotos: Carla Ornelas/GOVBA

01

O sistema prisional baiano terá mais 3.822 vagas com a construção de sete novas unidades prisionais e ampliação de outras quatro. O contrato para as obras, orçadas em R$ 150,9 milhões, foi assinado nesta sexta-feira (17), na Governadoria, pelo governador Jaques Wagner e o secretário de Administração Penitenciária, Nestor Duarte.

Atualmente, a população prisional tem 12.300 pessoas para 9 mil vagas. Com as novas 3.822 vagas, o déficit de espaço nos presídios será superado, restando ainda 522 vagas que serão preenchidas com parte dos presos em delegacias. Os municípios beneficiados são Salvador, Itabuna, Vitória da Conquista, Barreiras, Irecê, Brumado, Paulo Afonso e Juazeiro.

“Com esta assinatura, nós vamos dobrar o número de vagas que nos tínhamos em 2007, um avanço significativo. Fizemos um investimento de R$ 150 milhões e estamos abrindo mais vagas. O fato é que com esta ampliação poderemos tirar os presos das delegacias para que os agentes e delegados fiquem liberados para desenvolver suas funções, que é investigação de crimes e não ficar custodiando presos”, disse Wagner.

Desde 2007, já houve a criação de 3.070 vagas que envolveram os municípios de Salvador, Feira de Santana (contando com a segunda etapa, em vias de ser entregue), Eunápolis, Itabuna e mais cinco mini-presídios. Com a assinatura desse contrato, o número de novas vagas chegará a 6.892.

02

Fonte: Secom Bahia

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.