Em Brasília, Jaques Wagner destaca revolução silenciosa do Bolsa Família

Fonte: Secom Bahia Ao participar, nesta quarta-feira (30), em Brasília (DF), das comemorações dos 10 anos do programa Bolsa Família, ao lado da presidente Dilma Rousseff, do ex-presidente Lula, ministros e parlamentares, o governador Jaques Wagner disse que “os números apresentados comprovam que a Bolsa Família é a maior porta de saída da miséria jamais […]

Em 30/10 de 2013

Fonte: Secom Bahia

01-teste11Ao participar, nesta quarta-feira (30), em Brasília (DF), das comemorações dos 10 anos do programa Bolsa Família, ao lado da presidente Dilma Rousseff, do ex-presidente Lula, ministros e parlamentares, o governador Jaques Wagner disse que “os números apresentados comprovam que a Bolsa Família é a maior porta de saída da miséria jamais construída na história do Brasil e, ao mesmo tempo, a maior porta de entrada da inclusão social, principalmente no Nordeste, onde o programa promoveu uma revolução silenciosa”.

Pelos números do Bolsa Família, nenhum brasileiro vive com menos de R$ 70. Hoje, 36 milhões de brasileiros têm renda acima de R$ 70, significando que a redução da pobreza foi de 36% e da extrema pobreza foi de 89%.

O governador lembrou que, entre 2007 e 2012, o número de beneficiários da Bolsa Família cresceu 29%, colocando a Bahia como o estado com o maior número de famílias atendidas, aglutinando o maior volume de recursos transferidos mensalmente.

Jaques Wagner ressaltou, ainda, que, a partir de 2007, a Bahia saiu do rol dos estados com os piores indicadores sociais do país, com quase metade da população em situação de pobreza, graças aos esforços do governo federal e estadual em promoverem ações voltadas para o desenvolvimento social: “investimos em ações de estímulo à segurança alimentar e nutricional, de proteção e promoção social das pessoas e famílias que se encontram em condição de vulnerabilidade”.

Outro indicador importante que mede a melhoria da qualidade de vida são os números da mortalidade infantil na Bahia, que nos últimos cinco anos, caiu 17% em razão dos programas sociais, a exemplo da Bolsa Família, que vai a todas as famílias carentes.

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.