Festa de Iemanjá: pluralismo religioso no rio Grande

Por: Osmar Ribeiro Fotos: Renilde Dias O centro histórico de Barreiras, onde os boêmios costumam relaxar nas tardes/noites dos finais de semana, deu espaço a muita religiosidade no final de tarde desse domingo, 2. Populares, religiosos, políticos, se acotevelaram às margens do rio Grande, à beira do cais de Barreiras. Local de grandes festas, o […]

Em 03/02 de 2014

Por: Osmar Ribeiro
Fotos: Renilde Dias

Religiosos, políticos e populares se aglomeraram às margens do rio Grande para ver o cortejo

Religiosos, políticos e populares se aglomeraram às margens do rio Grande para ver o cortejo

O centro histórico de Barreiras, onde os boêmios costumam relaxar nas tardes/noites dos finais de semana, deu espaço a muita religiosidade no final de tarde desse domingo, 2. Populares, religiosos, políticos, se acotevelaram às margens do rio Grande, à beira do cais de Barreiras. Local de grandes festas, o cais, como não poderia deixar de ser, desta vez, foi realizada uma grande festa religiosa.

Vários terreiros de candomblé da cidade, juntamente com a comunidade católica da cidade fizeram as homenagens para Oxum e Iemanjá. Na Praça Landulpho Alves foi montado um terreiro para reverências às Rainhas das Águas e também a Oxalá, Xangô e Iansã.

Na rampa do cais, as baianas, em cortejo realizaram seus rituais de reverência aos seus santos. As oferendas foram depositadas no barco de Oxalá e lançadas ao Rio Grande. Baianas, grupos folclóricos e o povo em geral puderam acompanhar o cortejo. Os areeiros, cumprindo sua tradição distribuíram uma farofa que simboliza paz e prosperidade.

 

Para o vereador Alcione da Santa Luzia, esta é uma festa tradicional com a cara dos baianos, “a festa de Iemanjá é uma festa da rainha das águas, é uma tradição desde o século XIX, onde o barreirense prestou sua homenagem na beira do rio”.

A deputada Kelly Magalhães (PCdoB), que também esteve presente, vestida de branco, disse: “Esta é uma festa popular e cultural que mostra a diversidade da Bahia e o sincretismo religioso que marca a fé do nosso povo e a cada ano, cresce e se fortalece mais”.

Clique aqui e veja a Galeria de fotos “Devotos vão ao Rio Grande homenagear Oxum e Iemanjá”

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.