Baseado em caso ocorrido em Salvador, e-book de Maxwell dos Santos denuncia racismo estrutural

Um prato de ódio conta a estória de uma criança que foi vítima de discriminação racial em um centro comercial de Vitória

Em 26/02 de 2020

No dia 28 de fevereiro, o escritor Maxwell dos Santos lançará seu nono e-book infanto-juvenil, Um prato de ódio, que visa debater o racismo estrutural e o trabalho infantil.

A obra, baseada num fato real ocorrido em 2018 com um menino da periferia de Salvador, no Shopping da Bahia ,conta a estória de Leonardo, 11 anos, negro, órfão de mãe e órfão de pai vivo, trabalha vendendo balas para comprar comida, é convidado por Gabrielle, 30, jornalista e influenciadora digital, para almoçar no Fleurs de Mal, restaurante que funciona dentro do Perth Commercial Centre, localizado na mesma avenida, mas é constrangido por Bernardo, 30, o segurança daquele estabelecimento, a se retirar dali, porque o shopping proíbe a presença de pedintes e moradores de rua.

Inicia-se um caloroso bate boca entre a jornalista e o segurança, que quer retirar o menino à força. O conflito é apaziguado por Jânio, chefe da segurança, que autoriza o menino a comer seu prato de comida.

Ela publica um texto com vídeo nas mídias sociais, denunciando a discriminação sofrida pelo garoto no Camberra Trade Centre e cobrando providências do condomínio. Com a repercussão do caso, Bernardo é demitido da Pretoriana.

A vida do menino não será mais a mesma.

A mãe de Leonardo, Cristiana, era cantora na banda baile Charme da Cidade e tem um caso com Lucas, cantor e filho de Teófilo, dono da banda. Ao saber que a moça estava grávida de seu filho, ele a humilha, dizendo que jamais terá uma nora negra e a demite da banda.

Um prato de ódio estará disponível para download gratuito, a partir das 19 horas, aqui.
A obra também estará disponível gratuitamente nas principais plataformas digitais, como Amazon, Kobo e Google Play Livros a partir de março.

Sobre o autor

Maxwell dos Santos nasceu em Vitória/ES em 1986 e mora na referida cidade. É jornalista, designer gráfico e servidor público da Prefeitura de Cariacica desde 2017. É técnico em Multimídia pelo CEET Vasco Coutinho, licenciando em Letras/Português pelo IFES e em História pela Uninter. É autor dos e-books As 24 horas de Anna Beatriz, Ilha Noiada, Os senhores da fome, Comensais do Caos, #cybervendetta, Empoderando-se e Ao me ver no espelho, lançados de forma independente e de Melanie, pela Giostri Editora, de São Paulo.

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.