LEM: Estudantes do EJA recebem orientação contra infecção sexualmente transmissíveis

Ação visa conscientizar sobre a importância do sexo seguro, oportunizando a jovens e adultos conhecerem os riscos de uma relação sexual sem preservativo

Em 01/08 de 2019

Foto e informações Ascom LEM

A prefeitura de Luís Eduardo Magalhães por meio das secretarias de Saúde e de Educação está realizando um trabalho preventivo nas unidades municipais de ensino, mais especificamente, com os alunos do EJA (Educação de Jovens e Adultos). São palestras e bate-papos que têm como principal objetivo conscientizar os estudando contra as Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs).

Técnicos estão levando informações sobre as ISTs, planejamento familiar, métodos anticoncepcionais, conscientização sobre a automedicação, além de divulgar o trabalho realizado pelo Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) do município, onde são realizados gratuitamente os testes rápidos de HIV, Sífilis e Hepatites B e C.

De acordo com o CTA, atualmente 173 pacientes realizam o tratamento para o HIV em Luís Eduardo Magalhães e alguns casos de infecções sexualmente transmissíveis tem se mantido altos no município. Em 2017, foram diagnosticados 22 novos casos de HIV, em 2018 o número subiu para 29 e agora em 2019, até o mês de julho, outros 16 novos casos já foram descobertos.

As escolas municipais José Cardoso de Lima e Marlei Terezinha Pretto já foram atendidas pelo ciclo de palestras e nos próximos dias 13 e 14 agosto as unidades Cezer Pelissari e Vânia Aparecida Santos Ribeiro também serão contempladas, além das escolas Angelo Bosa e Aldori Luiz Tolazzi nos dias 13 e 25 de setembro.

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.