Estudo da FGV EMAp aponta Flamengo favorito contra o River na final da Libertadores

Rubro-negro tem 62% de chances de ser campeão e de 50% de vencer a partida no tempo regulamentar. Probabilidade de empate é de 25%

Em 22/11 de 2019

Rafael Massadar | Insight Comunicação | Imagem destaque: Reprodução Globo Esporte

Os matemáticos da Escola de Matemática Aplicada da Fundação Getulio Vargas (FGV EMAp) realizaram simulações para o confronto entre o Flamengo e o River Plate, pela disputa da taça Libertadores da América 2019 e encontraram que o clube carioca tem mais chances de fazer os seus torcedores comemorarem após o jogo. De acordo com o modelo matemático, o Flamengo tem 50% de chances de ganhar o jogo, contra 25% de chances do time argentino. Já a probabilidade do jogo terminar empatada e ir para a prorrogação é de 25%.

“É importante destacar que o nosso modelo compara principalmente o desempenho dos times na liga nacional de seu país, mas utiliza as 26 partidas internacionais entre clubes brasileiros e argentinos, dando maior peso para elas do que para as partidas nacionais, para equalizar as forças das duas equipes e refletir as diferenças entre os campeonatos nacionais”, destaca o analista do Esporte em Números da FGV EMAp, João Marcos.

Placar do jogo – O modelo da FGV EMAp indica, no entanto, que o placar mais provável da partida, com 11% de probabilidade, é o empate em 1 a 1. Ele é seguido de 2 a 1 e 1 a 0 para o rubro-negro, com 9% de chances. “A diferença no indicativo do favoritismo do time brasileiro surge devido às diferenças nas probabilidades de placares com um ou dois gols de diferença. Além disso, os placares a favor do Flamengo são mais prováveis que os placares a favor dos argentinos”, explica João Marcos.

Placar e probabilidades da Final da Libertadores

Simulações – Flávio Fontanella, analista do Esporte em Números da FGV EMAp, ressalta ainda que ao estimar as probabilidades de um clube fazer ou sofrer mais gols que o adversário, o modelo acaba favorecendo aqueles clubes que são mais efetivos, seja fazendo muito mais gols que seus adversários, ou tomando menos gols. “E nesse aspecto, o Flamengo tem se destacado dos demais dos pares brasileiros, muito mais do que o River em relação aos seus pares argentinos. Por isso, o Flamengo é favorito, considerando que nos confrontos internacionais entre brasileiros e argentinos em 2019, há até agora um equilíbrio, com 9 vitórias brasileiras, 10 empates e 7 vitórias argentinas”, informa o analista da FGV EMAp.

Contudo, as simulações forem analisadas em extratos, o empate, independentemente da quantidade de gols marcados, é o resultado que mais se destaca, com 23%, seguido pela vitória rubro-negra por um gol de diferença com 22%. O terceiro resultado mais provável apresenta um empate entre uma vitória rubro-negra por dois gols de diferença ou uma vitória argentina por um gol de diferença, ambos com 14% de chances — o que mostra que é esperada uma partida equilibrada, mas com favoritismo para a equipe brasileira.

“Vale destacar, por fim, que as probabilidades indicadas são para o resultado no tempo normal. Não fizemos previsões para disputas por penalidades. Assim, se considerarmos as possibilidades de título a partir da hipótese de que ambos os times têm as mesmas chances nas penalidades, o modelo indicaria uma probabilidade em torno de 62% para o Flamengo contra 38% do River Plate”, finaliza Flávio Fontanella.

Em pé: Diego Alves, Pablo Marí, Luís Felipe, William Arão, Rodrigo Caio e Bruno Henrique. Agachados: Gabigol, Rafinha, Éverton Ribeiro, De Arrascaeta e Gerson | Fla Imagem

Campeonato brasileiro

Alegria em dose dupla? – Com os resultados da última rodada, o Flamengo praticamente já confirmou a conquista do título brasileiro. Para que isso não ocorra, o time rubro-negro teria que somar no máximo um ponto em todos os confrontos restantes e o Palmeiras teria que vencer todos os seus jogos. “Além de bastante improvável, tal cenário nos indica que as chances de o Flamengo conquistar o título brasileiro no próximo fim de semana, sem entrar em campo, seriam as mesmas que o Palmeiras não ganhar o jogo contra o Grêmio – ou seja, há 48% de chances de o Flamengo ser campeão brasileiro na 34ª rodada e juntar-se ao São Paulo de 2007 e o Cruzeiro de 2013 no panteão dos clubes que precisaram de menos tempo para se sagrar campeões” indica o analista do Esporte em Números da FGV EMAp, João Marcos.

Com o melhor desempenho entre todos os clubes que foram campeões do Brasileirão desde que o torneio passou a ser disputado em pontos corridos, a equipe flamenguista parece querer mais. “Há ainda inclusive 6,5% de chances de a equipe alcançar os 95 pontos e assim conquistar o melhor aproveitamento de todos os tempos de clubes brasileiros, superando o Internacional de 1976 que alcançou 84,1% de aproveitamento — o que equivaleria a 94 pontos no formato atual do campeonato brasileiro. A maior alegria para a torcida rubro-negra nesse fim de semana seria, no entanto, a conquista dos dois campeonatos no mesmo fim de semana. Como as duas disputas vão ocorrer de maneira independente nesse fim de semana, é possível afirmar que a chance de o Flamengo conquistar os dois títulos é de 29,5%”, revela Flávio Fontanella.

Rebaixamento – Se para os Flamenguistas, esse pode ser o final de semana perfeito, para os demais cariocas o modelo matemático prevê ser mais um final de semana de emoção. Após os resultados da última rodada, o Botafogo tem 17,5% de chances de ser rebaixado e o Fluminense tem 31,7%. Ambos disputam diretamente com Cruzeiro (30) e Ceará (21%) para não serem rebaixados. “No próximo final de semana, se fizer valer o desempenho no campeonato até agora, o Fluminense deve ter algum suspiro de esperança, tendo em vista que é favorito no confronto contra o CSA e vê o Santos ser favorito contra o Cruzeiro. A disputa, no entanto, promete ser emocionante até as últimas rodadas”, indica João Marcos.

Paulistas e Gaúchos – Dos representantes paulistas no campeonato brasileiro, Santos e Palmeiras já estão praticamente garantidos na Copa Libertadores de 2020. Assim, as vagas restantes estão em disputa entre os outros dois representantes de São Paulo, Corinthians e São Paulo, e os representantes gaúchos, Grêmio e Internacional. Destes, o mais próximo da vaga é o Grêmio com 98,3%, seguido pelo São Paulo com 75,6%, pelo Internacional com 71,1% e o Corinthians com 53,4%.

Por fim, o modelo matemático da FGV EMAp sugere que as chances de todos os clubes paulistas disputarem simultaneamente a Copa Libertadores pela primeira vez na história em 2020, no entanto, são caíram devido aos últimos resultados — agora elas representam 29,6% ante 37,3% na rodada anterior. As chances de os dois clubes gaúchos disputarem a Libertadores de 2020, por outro lado, são 69,5%.

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.