Vazamentos na rede interna do imóvel são vilões do aumento do consumo

Ascom Embasa | URB Os vazamentos na rede interna de um imóvel são a principal causa do aumento repentino na marcação do hidrômetro. Na maioria das vezes, o aumento no consumo está associado a um vazamento não aparente, quando o usuário não consegue identificar à primeira vista o aparecimento do problema relacionado às instalações internas […]

Em 02/08 de 2014

Ascom Embasa | URB

01Os vazamentos na rede interna de um imóvel são a principal causa do aumento repentino na marcação do hidrômetro. Na maioria das vezes, o aumento no consumo está associado a um vazamento não aparente, quando o usuário não consegue identificar à primeira vista o aparecimento do problema relacionado às instalações internas do imóvel ou a uma mudança de hábito na residência (visitas, aumento do calor, reforma, etc.).

A conservação e manutenção das instalações internas dos imóveis são, de acordo com a legislação vigente, de inteira responsabilidade dos usuários dos serviços. O limite de responsabilidade da Embasa se encerra no ponto de entrega do serviço de fornecimento de água (até a caixa do hidrômetro).

Para detectar os vazamentos não visíveis, é importante observar o funcionamento do hidrômetro e se há manchas de umidade na parede. Se o marcador do hidrômetro continuar girando mesmo com todas as torneiras do imóvel fechadas, significa que há vazamento.

Caixas d’água, descargas e torneiras pingando também são sinais de prejuízo e desperdício. Torneiras com defeito, válvulas de descargas e boias dos reservatórios desreguladas ou quebradas provocam os vazamentos mais fáceis de identificar, pois são visíveis. Além disso, as descargas acopladas gastam menos água.

É fundamental consertar os vazamentos de imediato, assim que forem descobertos, pois quanto mais rápido o problema for resolvido, mais rapidamente o usuário retornará à sua faixa normal de consumo, evitando o desperdício. A Embasa adota o modelo progressivo de cobrança pela água distribuída por faixas de consumo, o que acaba beneficiando o usuário que consome menos. A partir do consumo de 10 mil litros de água no mês, quanto menor for o volume de água excedente utilizado no imóvel, menor será o valor pago na conta.

De acordo com Márcia Faro, superintendente interina de abastecimento de água para Salvador e Região Metropolitana, é importante ficar atento aos sinais que podem indicar vazamento interno. “Aquele barulho que incomoda, de água correndo, é importante observar de onde vem. Às vezes, é uma boia no reservatório que está travada, um gotejamento, um vazamento no vaso sanitário”, orienta.

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.