Servidores municipais decidem manter a greve

Em assembleia realizada no final da tarde de quinta, 10 de outubro, os servidores municipais de Barreiras deliberaram pela manutenção da greve até que todos os salários referentes ao mês de setembro sejam regularizados. Durante a assembleia, os servidores também votaram por ingressar com uma nova ação judicial para que os direitos dos servidores grevistas […]

Em 12/10 de 2013

teste-internoEm assembleia realizada no final da tarde de quinta, 10 de outubro, os servidores municipais de Barreiras deliberaram pela manutenção da greve até que todos os salários referentes ao mês de setembro sejam regularizados. Durante a assembleia, os servidores também votaram por ingressar com uma nova ação judicial para que os direitos dos servidores grevistas não sejam afetados.

O atual movimento de Greve já coleciona algumas vitórias, a mais importante foi a decisão judicial que impediu o desconto dos servidores e determinou o pagamento imediato dos salários em atraso. O Sindsemb só tem encontrado soluções para as reivindicações do movimento grevista através de medidas judiciais. O fato acontece porque o atual governo não está aberto ao dialogo.

Vários membros da gestão do “Governo do Trabalho” já mostraram que não reconhecem e respeitam os direitos dos servidores. O Sindsemb ressalta que todos os pleitos da categoria são amparados e baseados em preceitos legais, um dos exemplos é o pagamento dos salários em dia, um direito garantido em lei que vem sendo negligenciado pelo executivo municipal.

Fonte: Sindsemb

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.