Passe Livre, Geração de Empregos, João Felipe esclarece suas promessas

Osmar Ribeiro Em seu primeiro mandato, o vereador João Felipe (PTB), fala de suas promessas de campanha e do processo contra a presidente do Sindsemb, a professora Carmélia da Matta Embora ainda esteja no início de seu primeiro mandato, o vereador João Felipe (PTB), já começa a receber a cobrança por parte de alguns eleitores. […]

Em 05/05 de 2017

Osmar Ribeiro

Em seu primeiro mandato, o vereador João Felipe (PTB), fala de suas promessas de campanha e do processo contra a presidente do Sindsemb, a professora Carmélia da Matta

Embora ainda esteja no início de seu primeiro mandato, o vereador João Felipe (PTB), já começa a receber a cobrança por parte de alguns eleitores. As cobranças são em virtude de algumas promessas feitas durante a campanha, das quais se destacam o Passe Livre (Tarifa Zero) para estudantes, desempregados e beneficiários do Bolsa Família e o Programa de Amparo, Geração de Emprego e Qualificação Social.

João Felipe, justifica o, ainda, não cumprimento de suas promessas de campanha | Foto: Ítalo Souza

Para responder aos questionamentos que alguns eleitores do vereador encaminharam à redação do Fala Barreiras, João Felipe concedeu uma entrevista que esclarece alguns pontos.

FB – Sabemos que seu mandato está apenas no início, porém, em campanha, o Senhor fez algumas promessas que foram recebidas como em “caráter de urgência” devido à grande necessidade dos prováveis beneficiários que lhe confiaram o voto. Quanto ao projeto do local de Amparo, Geração de Emprego e Qualificação Social, o que já foi feito?

JFLevantei o debate em relação à valorização do Distrito Industrial e, de uma forma muito especial, ao primeiro emprego. Sugeri ao prefeito através de um Projeto de Indicação a celebração de um convênio com o IEL para oferecer vagas de estágio aos acadêmicos universitários e estudantes do Ensino Médio na estrutura da Prefeitura Municipal. Fizemos, também, contatos com a SETRE (Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte).

FB – Alguma previsão para a efetivação da gratuidade das passagens dos coletivos urbanos para desempregados, beneficiários do Bolsa Família e estudantes?

JFA proposta do Passe Livre não foi abandonada por mim. Ela é uma das principais bandeiras do meu mandato, porém ainda é muito cedo para que as pessoas tenham essa sensação de que nada foi feito. O período de crise que o país e o município enfrentam, nos dificulta iniciar um diálogo com a gestão municipal neste sentido. É importante que a população saiba que o vereador não pode apresentar um Projeto de Lei que onere o município. Então o Projeto vai depender da vontade política do gestor do executivo e também da mobilização popular. Assim que passada a crise, o Projeto será apresentado. Eu poderia tê-lo feito no primeiro dia de mandato, mas penso que o Projeto precisa ser discutido com a sociedade e a mobilização popular será necessária para que o prefeito possa entender a necessidade deste Projeto.

FB – O Senhor, mesmo durante a campanha, já sabia que não poderia apresentar um Projeto que onerasse o município, mas mesmo assim fez as promessas. Por que não fez uma análise mais sensata antes de fazê-la? Quanto à mobilização popular, o Senhor vai organizar?

JFEu não estou voltando atrás da minha promessa. Quem recebeu o meu material, quem escutou a minha promessa, sabe que eu falei que o Passe Livre seria uma proposta de indicação. Está nos materiais de campanha impressos. Não foi uma proposta eleitoreira, foi uma proposta baseada numa necessidade. E por saber que o vereador não pode apresentar Projetos que onerem o município, é que apresentei a proposta de indicação conforme material de campanha. Em relação à mobilização popular, sem sombra de dúvidas, irei incentivar, inclusive discutindo o Projeto de Indicação com a comunidade escolar. Existe um calendário, só acho precipitado demais cobrar que esta proposta seja efetivada em menos de quatro meses de gestão.

FB – Dia 09/05 será o dia em que a presidente do Sindsemb, professora Carmélia da Matta, prestará depoimento a respeito da denúncia feita pelo Senhor e por outros vereadores contra ela, acusando-a de ter dito que alguns vereadores recebiam propina. Porém, na gravação seu nome não é citado. Porque ingressou com a denúncia?

JFNo áudio ela afirma que os 16 vereadores da base do prefeito recebiam propina. Ela foi muito clara, os áudios estão aí, muita gente escutou. Ao longo da minha vida, em todas as funções públicas e privadas que assumi, nunca respondi nenhum tipo de processo administrativo. Não respondo a nenhum processo na justiça por roubo, por desvio de dinheiro ou por corrupção. Portanto, decidi ingressar com uma denúncia junto à Delegacia de Polícia para que a sindicalista possa provar que eu, vereador João Felipe, recebo essa propina no “bom sentindo”, aliás, não existe “propina no bom sentido”, propina é suborno. Espero que ela prove, e outras ações serão tomadas, como uma ação civil e as medidas judiciais todas serão tomadas. Num momento como este de crise política, quando todos os políticos são nivelados por baixo, eu não poderia ficar calado, pois não tenho o que temer, ou esconder da população de Barreiras. Minha família e eu não temos nenhum tipo de benefício junto à Prefeitura Municipal. Faço parte da base do prefeito porque acredito no seu projeto para Barreiras.

FB – Nota-se que seus discursos incomodam alguns edis, como foi o caso do Senhor dizer que alguns vereadores queriam favorecimentos (carro à disposição e gasolina), mas o Senhor dispensava, alfinetando alguns. Devido a isso, o relacionamento do Senhor com os demais colegas não fica prejudicado?

JFEm relação aos meus discursos inflamados, eufóricos, isso é natural da minha juventude e fruto da minha militância. Tenho escutado muitos elogios e críticas às minhas colocações, inclusive por parte dos meus colegas. Eu me propus fazer um mandato diferente, cumprir as funções de um vereador que são de apresentar leis e fiscalizar as ações do poder público municipal. Mas isso de fato incomoda alguns colegas, pois é uma novidade, é o fervor da juventude que, sem sombra de dúvidas, incomoda. Mas, o mais importante é o respeito que tenho por todos os meus colegas vereadores, respeito as suas histórias, respeito as suas formas de fazer política, apesar de discordar de algumas delas. Abrir mão do carro da Comissão, pode não significar muita coisa, mas é o recado que eu quis dar naquele momento, que eu não estava ocupando aquela cadeira em troca de algum benefício pessoal… É muito difícil para algumas pessoas aceitarem um jovem de 25 anos, homossexual, estar ocupando um espaço de poder. Existem os preconceitos, mas estamos conseguido vencê-los, mostrando de fato qual o nosso objetivo à frente deste mandato.

FB – Está encontrando alguma dificuldade em seu mandato devido à falta de experiência como legislador?

JFNinguém nasce pronto, não é? Essa é minha primeira experiência legislativa, eu venho dos movimentos sociais, mas tem sido gratificante. Tenho encontrado dificuldades, porque infelizmente são vários interesses colocados à mesa, ora pessoais, ora da comunidade. Eu luto pelos interesses da coletividade, tenho buscado escutar a população, buscando uma aproximação para, juntos, construirmos este mandato que é participativo, popular. As dificuldades sempre vão existir, mas não são maiores que nossos sonhos e nossos desejos de lutar por uma cidade melhor.

FB – Para finalizar, sinta-se à vontade para acrescentar alguma informação que queira.

JFAgradeço o espaço me cedido pelo Fala Barreiras, que acesso desde sempre e que foi meu parceiro no Sine Bahia. Me sinto feliz com essa parceria de levar a verdade ao povo de Barreiras. Me coloco à disposição da população e das categorias para que possamos debater. Me coloco como servidor do povo, como empregado do povo de Barreiras. Esta é a função para qual fui eleito. O político não é superior à população, ele é servidor. Nestes 120 dias tenho sido um vereador de destaque. Sou o vereador que mais apresentou Projetos de Lei na casa. Sou relator da Comissão mais importante da Câmara, a de Constituição, Justiça e Redação Final. Tenho feito um trabalho que atende toda a população que clama por mudanças importantes, não só dos que votaram em mim.

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.