Justiça proíbe prefeitura de Barreiras de fazer descontos nos salários dos grevistas

Justiça determina que o “Governo do Trabalho” não realize desconto nos salários dos servidores que aderirem a greve sob pena de multa diária de R$ 1000 A Juíza da Vara da Fazenda Pública de Barreiras, Marlise Alvarenga, concedeu hoje, 08 de outubro, Liminar em Mandado de Segurança em favor do Sindicato (Sindsemb). No texto a […]

Em 08/10 de 2013

Justiça determina que o “Governo do Trabalho” não realize desconto nos salários dos servidores que aderirem a greve sob pena de multa diária de R$ 1000

teste-internoA Juíza da Vara da Fazenda Pública de Barreiras, Marlise Alvarenga, concedeu hoje, 08 de outubro, Liminar em Mandado de Segurança em favor do Sindicato (Sindsemb). No texto a juíza proíbe que a Prefeitura de Barreiras realize qualquer desconto nos salários dos servidores que aderirem ao movimento grevista. No Mandado de Segurança a Magistrada determina que caso o preceito seja desobedecido fica o “Governo do Trabalho” obrigado a pagar uma multa diária de R$ 1000.

Leia na integra:

“Concedo a medida cautelar pleiteada para determinar que a autoridade coatora abtenha-se de proceder a todo e qualquer desconto, independente do valor, nos vencimentos dos servidores públicos municipais que aderirem a greve, bem como efetue o pagamento do mês de agosto de 2013 regularmente, sob pena de desobediência, ficando desde logo, arbitrada uma multa diária de R$ 1.000,00 (mil reais) para o caso de descumprimento do preceito”

Processo Nº: 0500759-69.2013.8.05.0022

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.