Barreiras: Governo Municipal atinge moral de servidores para prejudicar SINDSEMB

Ascom sindsemb Após a publicação da decisão proferida pela M.M. juíza da Vara da Fazenda Pública de Barreiras, Marlise Freire Alvarenga, no processo de nº 0301350-78.2014.8.05.0022, ter ordenado a realização, no prazo máximo de 48 horas, do repasse da mensalidade sindical ao Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Barreiras (SINDSEMB), o Chefe de Gabinete da […]

Em 13/12 de 2014

Ascom sindsemb

01Após a publicação da decisão proferida pela M.M. juíza da Vara da Fazenda Pública de Barreiras, Marlise Freire Alvarenga, no processo de nº 0301350-78.2014.8.05.0022, ter ordenado a realização, no prazo máximo de 48 horas, do repasse da mensalidade sindical ao Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Barreiras (SINDSEMB), o Chefe de Gabinete da Prefeitura de Barreiras Dourivaldo Aquino, Dodô, ligou para a presidente do SINDSEMB solicitando a lista dos servidores que teriam autorizado o desconto. O Sindicato prontamente reencaminhou a lista.

No entanto, num ato desesperado, com o intuito de colocar os servidores filiados contra a instituição, a lista de servidores foi exposta no mural da Prefeitura, como se esses estivessem inadimplentes no Sindicato, contando o documento, inclusive, com carimbo e assinatura da presidente da instituição.

O SINDSEMB não tem qualquer vínculo a esse ato desrespeitoso e lesivo a imagem dos servidores. Aqueles, que naturalmente sentirem-se lesados pela exposição indevida e mentirosa pode procurar a assessoria jurídica do Sindicato, para tomar as providências cabíveis.

Em caso de descumprimento da decisão judicial proferida, a municipalidade e o gestor público deverão pagar multa diária de R$ 10 mil.

As 15:48 horas da tarde da quinta-feira, 11/12, o Chefe de Gabinete do município voltou a ligar para a presidente do SINDSEMB e anunciou estar “lavando as mãos”, pois, segundo ele, ninguém na Prefeitura pretende solucionar o problema dos servidores.

02

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.