A violência e a truculência como marcas “normais” de um governo

Há um ditado corriqueiro que diz que, as atitudes valem mais do que as palavras para servirem de exemplo. Em Barreiras parece que, a violência já virou moda no governo da retroescavadeira e do tapão na cara. Alguns funcionários seguem à risca a conduta do chefe. Desde o início da gestão que assistimos calados a […]

Em 25/02 de 2014
Usuários do SUS na fila em frente à Central de Marcação de Exames

Usuários do SUS na fila em frente à Central de Marcação de Exames

Há um ditado corriqueiro que diz que, as atitudes valem mais do que as palavras para servirem de exemplo. Em Barreiras parece que, a violência já virou moda no governo da retroescavadeira e do tapão na cara.

Alguns funcionários seguem à risca a conduta do chefe. Desde o início da gestão que assistimos calados a violência sempre contra os mais humildes.

Primeiros os camelôs, feirantes, ambulantes, barraqueiros e vendedores de “capetas” bebida comum em festas populares, que sofreu violência explícita, na exposição do ano passado.

Não satisfeito, o prefeito impõe a violência psicológica e sutil na perseguição e na humilhação a milhares de servidores.

Além disso tudo, assistimos o ano de 2013 todo, a vergonha absurda da incompetência, da incapacidade da secretaria de saúde para resolver procedimentos básicos para a população humilhada e sofrida horas a fio nas filas de marcação e voltar sem ter o atendimento necessário.

Para mostrar de fato, sua MARCA de governo, o prefeito envergonha a cidade inteira, ao descer o tapa na cara de um pai de família e dizer que isso é “normal”, não tenho “sangue de barata”. Depois, assistimos vergonhosamente, a ação truculenta de alguns guardas municipais na desocupação de uma área. Uma guarda em especial, tem a marca registrada de puxar saco de governos de plantão, e, para servir ao chefe, capricha, na violência. Triste!

E por fim, continuamos em 2014, assistir a violência cotidiana dos que precisam de saúde, e somos obrigados a ver a TV mostrar as lágrimas e a dor da humilhação de uma incompetência ímpar na história da saúde Barreiras.

Governo do Trabalho! Que trabalho mesmo? O que dá emprego para a família toda? O que dá trabalho para se ter um atendimento na saúde? O que dá trabalho para arrumar as ruas da cidade? O que tem trabalho de sobra para abrigar apaniguados, puxa-sacos incompetentes e medíocres? O que tem todo o trabalho em gastar na mentira, no engodo e na violência?

Meu Deus, livrai-nos desse mal!
Triste Barreiras, sombrio governo.

Guarda Municipal de Barreiras agindo de forma violenta no Balneário Três Bocas

Guarda Municipal de Barreiras agindo de forma violenta no Balneário Três Bocas

Prefeito de Barreiras, Antonio Henrique, agredindo o presidente da Associação de Moradores do Bairro Arboreto

Prefeito de Barreiras, Antonio Henrique, agredindo o presidente da Associação de Moradores do Bairro Arboreto

Lixo e entulho nas calçadas no bairro Vila Nova

Lixo e entulho nas calçadas no bairro Vila Nova

kelly

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.