Barreiras: Estudantes e professores protestam contra cortes na educação

Os protestos são uma resposta à decisão do ministro da Educação, Abraham Weintraub, que reduziu o orçamento das universidades federais e bloqueou bolsas de pesquisa

Em 15/05 de 2019

Nem mesmo a chuva impediu que estudantes, professores e entidades ligadas à educação tomassem as ruas e realizassem nesta quarta-feira (15), em Barreiras, uma manifestação em protesto contra os cortes de verbas destinadas ao ensino, anunciados pelo Governo Federal. Além dos contingenciamentos de recursos destinados às universidades federais e aos programas de pesquisa, as entidades estudantis protestam contra as declarações polêmicas do ministro Abraham Weintraub que associou o corte de recursos a atos de “balbúrdia”.

Entre críticas à gestão presidencial e ironias com analogias a Weintraub, manifestantes foram criativos e ácidos na elaboração dos cartazes carregados de metáforas e acompanhados do grito de “Não vai ter corte, vai ter luta”.

Os manifestantes também reagem à difamação das instituições de ensino superior que têm sido alvo recorrente de mensagens distribuídas nas redes sociais. Paralelamente aos protestos, o ministro Weintraub prestava esclarecimentos no plenário da Câmara dos Deputados, que convocou o titular do MEC para explicar os cortes na educação.

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.