Auxílio Emergencial: Governo anuncia a prorrogação do benefício com novo valor

Saiba mais sobre as novas parcelas e o novo valor do Auxílio Emergencial

Em 01/09 de 2020

Na manhã desta terça-feira (1º), o Presidente Jair Bolsonaro anunciou a prorrogação do Auxílio Emergencial por mais 4 meses, mas com o valor reduzido para R$ 300.

De acordo com Bolsonaro, o valor pago até então, de R$ 600, é muito alto para o custeio do Governo e que, apesar de saber que a nova parcela não atende todas as necessidades, o novo auxílio possui um valor que é mais que o dobro do Bolsa Família.

Por isso, para atender a equipe econômica do Governo, foi estabelecida a parcela de R$ 300. Além disso, de acordo com o Ministro da Economia, Paulo Guedes, a base política do Governo apoiou tanto a decisão da prorrogação quanto o valor do novo auxílio, coerentes com o orçamento que o Governo pode pagar.

Sobre os pagamentos do auxílio emergencial

O auxílio emergencial foi criado durante a crise econômica provocada pela pandemia do Covid-19. O programa foi lançado em abril com a proposta de pagar três parcelas de R$ 600, que foi prorrogado por mais dois meses. Porém, nesse meio tempo, a discussão sobre a prorrogação desse benefício ganhou força, já que muitas pessoas ainda sofrem o impacto da crise.

Até agora, os beneficiários do Bolsa Família já receberam as cinco parcelas no valor de R$ 600. Os demais beneficiários cadastrados no programa começaram a receber a partir do dia 28 de agosto, seguindo um calendário de saque estabelecido de acordo com o mês de nascimento.

Com as novas parcelas, cada beneficiado pelo programa receberá ao final desse período, ao todo, R$ 4.200 – 5 parcelas de R$ 600 + 4 parcelas de R$ 300. No caso das mães que se cadastraram como chefe de família, esse valor chega a R$ 8.400.

Quem ainda não recebeu o quinto benefício receberá as novas parcelas?

Após a mudança no calendário de pagamento das cinco parcelas iniciais do auxílio emergencial, os beneficiários cadastrados através do site ou aplicativo começaram a receber o pagamento de acordo com o mês de nascimento e lotes de inscrição, ou seja, momento no qual sua inscrição foi aprovada.

No total, são sete lotes de pagamento, indicando que nem todo mundo recebeu as cinco parcelas propostas, já que estão em momentos diferentes de pagamento. Até agora o governo assegurou que, quem ainda não recebeu todas essas parcelas, vai recebê-las integralmente de acordo com o calendário.

Porém, ainda não foi anunciado o novo calendário de pagamentos, referente as parcelas de R$ 300 e, portanto, ninguém sabe ao certo como ou quando ocorrerá o depósito desses novos benefícios.

Não saia de casa sem necessidade | Foto: Reprodução Agência Brasil

.

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.