08/maio/2014- Atualizado em 08/05/2014 18:13:45

EBDA capacita técnicos para regularização ambiental de propriedades rurais

Assimp/EBDA

Imagem ilustrativa | Reprodução

Imagem ilustrativa | Reprodução

Técnicos de entidades sociais serão capacitados para atuar na regularização ambiental de 650 mil propriedades rurais no Estado, pela Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola (EBDA), vinculada à Secretaria Estadual da Agricultura (Seagri), em parceira com o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), nesta quinta-feira (8), em Feira de Santana. Essa iniciativa vai permitir que o agricultor regularize sua propriedade e tenha acesso às políticas públicas e de gestão, créditos e financiamentos.

Nesta etapa inicial, 32 técnicos da Federação Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar (Fetraf) e do Centro de Estudos Socioambiental da Bacia a do Francisco (Cesab), serão capacitados. No total, a EBDA vai treinar aproximadamente 130 profissionais para atuar no semiárido baiano.

De acordo com o assessor técnico da EBDA, José Augusto Tosato, com a capacitação os técnicos estarão aptos para fortalecer e agilizar o processo regularização ambiental. “A agricultura familiar já tem uma relação harmônica com o meio ambiente, dessa maneira o agricultor que estiver com a propriedade regularizada despertará uma consciência ambiental sobre sua área, compartilhando dessa experiência com outros produtores”, diz Tosato.

A capacitação faz a abordagem de temas como legislação ambiental e o uso das ferramentas necessárias para preenchimento do Cadastro Estadual Florestal de Imóveis Rurais (Cefir), que serve de auxílio no controle e fiscalização das atividades rurais.

Para o diretor de Políticas Agrícolas da Fetraf e agricultor familiar, Joeleno Monteiro, a capacitação também oferecerá aos técnicos instrumentos para lançar corretamente os dados das propriedades no sistema. “É uma oportunidade de atualizarmos os conhecimentos para acompanhar a situação de regularização ambiental nas propriedades rurais”.

Tags:

O conteúdo de cada comentário é de exclusiva responsabilidade do autor e mensagens ofensivas não serão postadas.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!