Elektro e Coelba oferecem curso gratuito de Eficiência Energética para educadores de São Paulo e Bahia

Iniciativa com foco em metodologias ativas está disponível para professores da rede pública e privada e visa alcançar, especialmente, educadores das disciplinas de Ciências e Geografia

Em 15/09 de 2020

As distribuidoras da Neoenergia, Coelba (BA) e Elektro (SP), oferecem um curso gratuito e totalmente a distância (EaD) sobre Eficiência Energética em instituições de ensino públicas e privadas. O tema será trabalhado por meio de abordagens ativas, jogos, atividades, além da interação entre os participantes, que contam com comunidades de aprendizagem e fóruns de discussão.

Ao final do curso, o professor de Ciências ou Geografia que desenvolver um projeto de Eficiência Energética com o seu coordenador pedagógico poderá participar do Prêmio Educação com Energia e concorrer a um notebook cada um. O objetivo da ação é apoiar educadores na temática Matéria e Energia, presente na Base Nacional Comum Curricular (BNCC) para alunos do 8º ano do Ensino Fundamental Anos Finais.

Para participar, os profissionais interessados devem se inscrever pelo site: http://cursos.educacaocomenergia.com.br. O projeto é realizado por meio do Programa de Eficiência Energética (PEE) das distribuidoras, regulado pela ANEEL. O Instituto Crescer, instituição que atua na área de Educação em projetos voltados à formação de professores é responsável pela coordenação do projeto.

Alinhado à BNCC e aos currículos dos estados de São Paulo e da Bahia, o curso também conta com Planos de Aula online. As atividades atendem a uma parcela de educadores que têm a possibilidade de realizar aulas pela Internet com os alunos neste período de educação remota emergencial. Os professores também terão acesso aos planos de aulas presenciais para que, após o período de pandemia, possam realizar atividades e micropráticas em sala de aula, como previa o projeto original.

“O Programa de Eficiência Energética das distribuidoras da Neoenergia conta com ações educacionais, que visam difundir o conceito de eficiência energética e desenvolvimento sustentável ao promover a mudança de hábitos de consumo de energia. O público alvo são professores e alunos de escolas públicas da área de concessão das empresas. Esse projeto é um piloto desenvolvido na Coelba e na Elektro, que deverá ser continuado e ampliado para as outras distribuidoras do grupo”, explica a Gerente de Eficiência Energética da Neoenergia, Ana Mascarenhas.

Informações do curso: abordagem e metodologia

Com duração de 30 horas, o curso conta com seis módulos divididos em Ambientação, Começo de Conversa, Fontes e Tipos de Energia, Energia e Potência, Energia e Desenvolvimento Sustentável e Ligando os Pontos. Os dois primeiros abordam a sensibilização e uma introdução ao tema. Os demais tratam dos tipos de energia existentes, conversão energética, conceito de potência, impactos da geração de energia e ações para o uso consciente da energia elétrica. Ao final, os participantes fazem uma revisão de todo o conteúdo.

“Utilizamos a energia elétrica para quase tudo no nosso dia a dia e cada vez mais é necessário repensar os nossos hábitos de consumo. Este curso oferece aos educadores metodologias ativas capazes de auxiliá-los no ambiente escolar para que ofereçam aos seus alunos maior capacidade crítica, estimulando o protagonismo dos estudantes na proposição de soluções”, explica a diretora do Instituto Crescer, Dr. Luciana Allan.

O curso possui entrega de certificado e também é homologado pela Escola de Formação e Aperfeiçoamento dos Profissionais da Educação (EFAPE), com validação para a evolução funcional de professores e coordenadores pedagógicos em São Paulo.

Sobre o Programa Eficiência Energética

O Programa de Eficiência Energética desenvolve projetos junto às comunidades carentes, escolas, hospitais, entidades beneficentes, órgãos de governo e sistemas públicos voltados para a utilização racional de energia elétrica e de equipamentos eficientes, contribuindo para a preservação dos recursos naturais. Anualmente é destinado 0,5% da receita operacional líquida das distribuidoras de energia elétrica. O investimento é obrigatório e está previsto no contrato de concessão e na lei 9.991/00, regulado pela ANEEL.

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.