A Casa do Homem do Campo na Bahia Farm show

Os Sindicatos dos Produtores participaram de mais uma edição da feira com programação especial para os visitantes

Em 07/06 de 2019

Texto e fotos Ascom/SPRB

O Sindicato dos Produtores Rurais de Barreiras (SPRB) e de Luís Eduardo Magalhães – Sistema FAEB/SENAR participaram da 15ª edição da Bahia Farm Show, em Luís Eduardo Magalhães. Na Casa do Homem do Campo acima de 2.000 pessoas prestigiaram o estande durante os cinco dias de feira e participaram da programação realizada.

Para o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado da Bahia (FAEB), Humberto Miranda, participar da Bahia Farm Show é o momento de trabalhar pelo produtor baiano.

“O agronegócio da Bahia tem muito futuro e esse é o lugar propício para trabalharmos a inovação, a tecnologia e a gestão dentro do negócio. A Casa do Homem do Campo além de ser a casa do produtor rural é a casa do Sistema, onde recebemos amigos e lideranças que nos ajudam durante o ano inteiro, a fazer com que as coisas aconteçam na região oeste. Região muito importante para nós do Sistema Faeb/Senar”, pontuou Miranda.

Eventos
A programação apresentada na Casa do Homem do Campo foi realizada no intuito de incentivar o desenvolvimento do agronegócio e da agroindústria da região, com a difusão de informações que proporcionaram conhecimento e aprimoramento de técnicas.

Para o produtor de bananas Edimarcos Valério tratar sobre a qualificação para exportação é uma importante ação para o setor da fruticultura. “A exportação de frutas é um ótimo negócio para nossa região, em vista da expansão da bananicultura aqui no oeste da Bahia. Ainda é um projeto muito primitivo, precisamos de muitas informações e a APEX agrega nesse sentido, ela é um facilitador entre o produtor e o mercado externo”, disse Valério, bananicultor do projeto Nupeba em Riachão das Neves, que ressaltou ainda sobre as exigências do mercado.

“Os produtores têm investido muito na qualificação técnica, na rastreabilidade, na qualidade de produção e de pós-produção – pós colheita, pec house, câmaras frias, entre outros. Estamos nos aprimorando para atender uma série de exigências do mercado e do consumidor externo, para chegar ao resultado final com uma fruta de padrão de alto nível. Com todo esse processo, temos uma estimativa de aumento de área e de produção entre 10% a 15% ao ano”, conclui.

Já o diretor da Crio Consul Agronegócio e coordenador do Leite Oeste Bahia, Ubirajara Zaponni, destacou a produção do leite em pastagens irrigadas na região. Para Zaponni, são muitos os desafios no desenvolvimento da cadeia do leite, mas a classe se mantem motivada com o potencial da região.

“Um dos maiores desafios é dar assistência técnica ao produtor de leite e mostrar pra ele como a atividade leiteira é lucrativa e igual à agricultura. O que apresentamos nessa oportunidade permite que o produtor leiteiro tenha uma produção anual por hectare equivalente a 400 sacas de soja e isso é bem significativo, independente dos custos de produção e amortização”, pontuou o diretor que ressaltou sobre o uso das tecnologias.

“Com o uso das tecnologias disponíveis podemos obter o melhor por vaca e por hectare. Se a agricultura trabalhasse sem tecnologia, boas práticas e assistência técnica, certamente não seria o sucesso que é no oeste com a área de grãos e de fibras. Com a qualificação já saímos na frente, pois poucas bacias leiteiras têm uma escola do leite e muito em breve teremos a nossa, graças ao Sindicato dos Produtores Rurais de Barreiras, Instituto Aiba e Codevasf”, afirmou Zaponni.

Visita Jovem Aprendiz Rural
Em mais uma edição da BFS as turmas do Programa Jovem Aprendiz Rural visitaram a feira e a Casa do Homem do Campo. De acordo com o monitor do curso em Barreiras Sunny Aaron, essa é uma atividade que já faz parte do calendário de atividades e contribui para que possam adquirir mais conhecimentos no segmento agrícola. “A Bahia Farm é uma das maiores feiras de tecnologia agrícola do país, uma excelente oportunidade para que os jovens possam conhecer e participar de perto, da realidade do alto nível tecnológico empregado aqui em nossa região”, disse Aaron.

Pop Amigo

Na Bahia Farm Show também teve espaço para o Projeto Pop Amigo. Instalado em dois pontos fixos da feira – na Casa do Homem do Campo e no Caex, os visitantes tiveram a sua disposição picolés da Aspen Sorvetes, dos quais 264 foram consumidos e pagos, resultando em uma Taxa de Honestidade de 93,35% e consequentemente a taxa de Esquecimento de 6,65%.

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.