Produtores rurais cedem drones ao Comando da Polícia Militar do Oeste da Bahia

Equipamentos vão auxiliar o efetivo nas ações da Operação Safra

Em 05/03 de 2020

Zé Filho | Ascom Aiba

Muitos setores da sociedade passaram por uma revolução tecnológica com a introdução dos Veículos Aéreos Remotamente Pilotados (VARP) – popularmente conhecidos como drones – na rotina de trabalho. A segurança pública foi uma das áreas mais beneficiadas, tendo as polícias estaduais e federais criado divisões especializadas na operação desse tipo de aparelho. Na região oeste esta tendência virou realidade, nesta terça-feira (3), com a assinatura do termo de cessão, entre a Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba) e o Comando de Policiamento Regional Oeste (CPRO), em Barreiras. No ato, dois kits, contendo os dispositivos voadores e seus acessórios, foram entregues pela entidade representativa dos produtores rurais, para incrementar as ações realizadas pela Polícia Militar.

“Essa tecnologia vai contribuir imensamente para reprimir ações criminosas, mas o nosso maior interesse é a ação preventiva contra roubos e outros crimes que tenham como alvo a sociedade e as propriedades rurais”, disse Rosi Cerrato, produtora rural e assessora da presidência da Aiba. Ela destacou que a nova ferramenta vai auxiliar os policiais a alcançarem áreas de difícil acesso, como escarpas, áreas de proteção ambiental (APP) e cursos d’água. “A varredura de uma área que, normalmente, as viaturas levariam horas, agora será possível fazer em poucos minutos, inclusive à noite”, explicou.

O comandante do CPRO, Coronel PM Osival Cardoso, comemorou os avanços da Operação Safra. “Desenvolvemos essa operação há seis anos e, a cada edição, vamos aperfeiçoando com a inserção de novas tecnologias e estratégias para garantir ainda mais a segurança, tanto das áreas rurais, quanto da população de um modo geral”. O oficial agradeceu o apoio dos produtores rurais e destacou a preocupação da instituição militar na busca pela capacitação dos policiais que vão operar os equipamentos. O treinamento, com duração de 30 dias, foi realizado junto ao Grupamento Aéreo (Graer).

O equipamento possui sensor de obstáculos, atinge velocidade de 72 km/h, conta com lentes de zoom ótico de 24-48mm com capacidade para gravação de vídeo em formato 4K, fotografias de 12 megapixels, transmissão de sinal em um raio de 8 quilômetros e aproximadamente 30 minutos de autonomia em cada bateria.

Um dos operadores, o capitão PM Franciel falou sobre a aplicação do equipamento recebido. “Esses drones serão utilizados dentro da linha operacional e de inteligência. Será muito útil na identificação de objetos, pessoas e reconhecimento do terreno”.

Participaram do encontro o produtor rural e diretor da Aiba, Valter Gatto, representando os associados; o tenente-coronel Camilo Uzeda; Major Araken e outros membros da corporação.

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.