Luís Eduardo Magalhães recebe a Aiba e Abapa itinerantes para sua terceira reunião da comunidade

Encontro visa discutir assuntos, partilhar opiniões e apresentar projetos para o produtor local

Em 12/08 de 2019

Após cinco anos, a Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba) e a Associação Baiana de Produtores de Algodão (Abapa) retornam à cidade de Luís Eduardo Magalhães com sua tradicional reunião anual da comunidade, que aconteceu na noite da quinta-feira (08), para discutir assuntos, partilhar opiniões e apresentar projetos para o produtor local.

A comunidade é a terceira a receber a visita das entidades, e, além das questões rotineiras, a pauta incluiu outros temas relacionados ao agronegócio, como projetos direcionados ao meio ambiente (recuperação de nascentes, hortas nas escolas, descarte de resíduos sólidos) e programa fitossanitário (com o vazio sanitário da soja e o tratamento ecológico de impedimento de ferrugem).

Participaram como convidados o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Bahia (Crea) e a Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba). A primeira entidade esclareceu alguns questionamentos levantados pelo setor agrícola, no que diz respeito à não fiscalização no período da safra (plantio e colheita), o distanciamento da empresa com o produtor, que sugeriu a elaboração de “cartilha explicativa”.

Já a Coelba, que tem participado desde a primeira edição das reuniões na temporada 2019, levou informações sobre prazos de projetos e dados relativos à segurança do trabalho na região Oeste, com alerta para os cuidados com manuseio adequado da energia elétrica no campo, desde sobrevoo de aviões agrícolas até o simples manuseio de maquinário.

Também participaram do encontro o presidente da Associação, Celestino Zanella; o prefeito de Luís Eduardo, Oziel Oliveira; e equipes técnicas da Aiba e Abapa.

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.