Algodão pela Vida: Tama, SLC e Scheffer juntas no combate ao câncer de mama

Campanha alerta para a necessidade de prevenção

Em 02/10 de 2019

Imprensa Abapa | Mirella Cais

Neste mês de outubro será veiculada a campanha Algodão pela Vida, uma ação de Combate ao Câncer de Mama que tem como objetivo conscientizar as mulheres, a partir dos 40 anos, sobre a importância de fazer uma consulta médica e exames para a detecção precoce da doença que, se descoberta no início, tem 95% de chances de cura.

A ação estará concentrada nas cidades onde se localizam os maiores produtores de algodão do país. Na Bahia, as cidades de Barreiras e Luís Eduardo Magalhães; e no Mato Grosso, as cidades de Primavera do Leste, Campo Verde, Sorriso, Lucas do Rio Verde, Sapezal e Campo Novo do Parecis.

A iniciativa se iniciou nos Estados Unidos com o produtor de algodão Jason Chandler, que pediu à TAMA para produzir o RMW, tecnologia aplicada ao enfardamento do algodão, com a cor rosa. Essa foi sua forma de homenagear sua irmã, vítima de câncer de mama.

Uma parceria em torno de uma causa social e uma cultura em comum: o algodão.
A parceria entre a Tama Brasil, empresa detentora da tecnologia para enfardamento do algodão, a SLC Agrícola, uma das maiores produtoras mundiais de grãos e fibras, focada na produção de algodão, soja e milho, e a Scheffer, empresa brasileira produtora de algodão, soja e milho, surgiu como um projeto de responsabilidade social em comum.

Fardos cor de rosa
Para chamar a atenção da causa, durante o período da campanha serão expostos enormes fardos de algodão com RMW na cor rosa, para lembrar a população sobre a necessidade de prevenção do câncer de mama. A cor dos fardos segue a da campanha anual Outubro Rosa, que abraça o mesmo objetivo.

Divulgação
A campanha leva o nome de ‘Algodão pela Vida, nós vestimos essa causa’ e contará com comerciais de rádio e postagens nas mídias sociais, além do apoio de entidades do setor algodoeiro que multiplicarão a mensagem.

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.