Aiba busca adequação dos valores comercializados para as culturas de milho, soja e algodão

Catarina Maíra Araújo | Ascom Aiba   Para equilibrar os preços comercializados de milho, soja e algodão com o valor da pauta de emissão de notas do estado, o presidente da Aiba, Júlio Cézar Busato, e a assessora da presidência, Rosi Cerrato, estiveram em audiência com o subsecretario da Fazenda do Estado da Bahia, João Batista […]

Em 25/07 de 2014

Catarina Maíra Araújo | Ascom Aiba  

01Para equilibrar os preços comercializados de milho, soja e algodão com o valor da pauta de emissão de notas do estado, o presidente da Aiba, Júlio Cézar Busato, e a assessora da presidência, Rosi Cerrato, estiveram em audiência com o subsecretario da Fazenda do Estado da Bahia, João Batista Aslan Ribeiro e o diretor de Planejamento de Fiscalização da Sefaz, Frederico Durr. A audiência aconteceu no dia 15 de julho em Salvador.

O presidente da Aiba informou que o valor da pauta da soja está em R$ 60,00 e a comercialização abaixo de R$ 54,00. O milho e o algodão encontram-se na mesma situação. A pluma é negociada em R$ 57,00 enquanto a pauta está em R$ 70,00, já o milho tem seu preço na pauta de R$ 23,00, porém sua venda é feita abaixo dos R$ 21,00.  “A alteração dos valores da pauta são importantes para equalizar o pagamento de impostos ao valor que o mercado comercializa”, afirmou Júlio Busato.

Na ocasião, o subsecretário afirmou que será realizada uma pesquisa de preços nas regiões produtoras e em órgãos estaduais. Assim que os dados forem reunidos, será feita a adequação dos valores das pautas solicitadas pelos produtores.

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.