Abapa fecha parcerias com faculdades baianas para Prêmio de Jornalismo

Estudantes de Jornalismo que concorrerem ao prêmio total de R$ 12 mil deverão participar de um ciclo de palestras e visita técnica ao pólo de produção de algodão do Oeste da Bahia

Em 11/09 de 2019

Ascom Abapa | Araticum Comunicação

Em visita às coordenações dos cursos de Jornalismo, sediadas em Salvador, ao longo da última semana, a Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa) fechou as parcerias com a Universidade Federal da Bahia (UFBA) e as faculdades Unijorge, Unifacs, Estácio de Sá e FTC. Na oportunidade, foi apresentada a proposta do Prêmio Abapa de Jornalismo e confirmada a participação dos acadêmicos destas instituições na categoria “Jovem Talento”, que prevê a premiação de reportagens nos formatos impresso e televisão, com prêmios no valor total de R$ 12 mil. As inscrições também estão abertas para os jornalistas profissionais de todo o Brasil que deverão entregar as suas reportagens nas categorias Jornal Impresso, Revista Impressa, Internet e Televisão até o dia 5 de novembro para concorrer a um prêmio total de R$ 40 mil.

Em sua apresentação aos coordenadores dos cursos e estudantes, a assessora da presidência da Abapa, Cristiane Barilli, explicou que para efetivar a inscrição, os estudantes deverão participar de um ciclo de palestras e de uma visita técnica para conhecerem “in loco” a produção de algodão na região Oeste. “A região é o principal pólo baiano de algodão, responsável por 92% da produção do estado, e que mantém uma estrutura tecnificada, bastante moderna, e que exporta parte da sua produção para os países asiáticos. O objetivo é aproximar os estudantes de uma realidade bastante distante, geograficamente, mas que influencia diretamente na economia de todo o estado, inclusive de quem mora na capital”, afirma.
A coordenadora de Jornalismo da FTC, Júlia Maria Centurião, parabeniza a Abapa pela proposta do Prêmio de Jornalismo. “Com essa iniciativa, a Abapa está proporcionando um maior conhecimento sobre o setor do agronegócio e da cotonicultura do nosso estado. Com certeza todos terão um rico aprendizado com o ciclo de palestras e visita técnica. Eles estão bem empolgados e interessados em participar do prêmio com a expectativa de produção das reportagens e dos vídeos para mostrar o algodão produzido de forma sustentável, tão importante nos dias de hoje. Vida longa ao Prêmio Abapa de Jornalismo”. Os materiais inscritos deverão ser elaborados dentro das atividades da própria instituição de ensino. Os encontros também foram realizados com os coordenadores Antoniella Devanier (Estácio de Sá), Mariana Menezes (Unifacs), Tarcísio de Sá Cardoso (UFBA) e Maria Patrícia Moraes (Unijorge).

Categoria profissional – Com o tema “Agronegócio com foco na cotonicultura do Estado da Bahia”, deverão ser inscritos materiais veiculados em Jornal Impresso, Revista Impressa, Internet e Televisão no período entre 03 de setembro de 2018 a 4 de novembro de 2019. O regulamento permite a inscrição de reportagens de um ou mais profissionais devidamente registrados no Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), sendo que um dos autores deverá ser indicado como responsável. A ficha de inscrição e o regulamento com todas as informações podem ser obtidas diretamente no site: http://abapa.com.br/premio-abapa-de-jornalismo/ e o material deverá ser encaminhado para o e-mail: abapa@abapa.com.br. O Prêmio é realizado pela Abapa com o apoio do Fundo para o Desenvolvimento do Agronegócio do Algodão (Fundeagro).

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.