04/dezembro/2017- Atualizado em 03/12/2017 10:51:35

Representante de Itinga conquista primeiro lugar no Garota BCS

“Quando estou na passarela, eu me sinto livre. É como se estivesse voando”. Essa leveza ao desfilar fez a estudante Keise Luana Matos, 16 anos, ser escolhida a Garota BCS 2017. Moradora de Itinga, em Lauro de Freitas, ela superou outras 17 concorrentes em cerimônia realizada no Hotel São Salvador, no Stiep, na noite da quinta-feira (30).

Para Keise Luana, o concurso representa a realização de um sonho de infância. “Desde muito novinha, eu tenho o desejo de ser modelo. Sempre gostei de fazer pose para fotos. Mas ainda não estou acreditando que ganhei. As outras meninas são muito bonitas”, afirmou a vencedora, que levou para casa um book fotográfico e um notebook. Ela também assinou contrato com uma agência de moda por dois anos e será representante da Polícia Militar no Miss Bahia Juvenil.

As 18 finalistas vivem em áreas onde estão instaladas as Bases Comunitárias de Segurança (BCS), em Salvador e no interior da Bahia. O segundo lugar ficou com Gyselle Leoni, 16, representante de Narandiba, que deseja, “a partir de agora, seguir a carreira de modelo ou fazer faculdade de dança”. Já Elisabete Leal, 17, conquistou o terceiro lugar e “estava tranquila no desfile por receber o apoio da torcida do Bairro da Paz”.

As garotas realizaram três desfiles (com roupas casuais, de moda praia e de gala) e foram avaliadas por cinco jurados. Entre eles, a Miss Bahia 2017, Caroline Oliveira, destacou que “todas têm potencial para brilhar e devem acreditar nelas. Essa é uma oportunidade que elas têm para serem inseridas nesse mundo de concursos de beleza. Eu acho a iniciativa muito interessante, porque faz as meninas acreditarem no sonho delas”.

A cerimônia incluiu apresentações da banda do projeto Primeiro Som e do grupo de teatro Vidas em Cenas, além da cantora Mari Antunes, madrinha do evento. “É uma honra fazer parte desse projeto lindo, que levanta a autoestima dessas meninas. É muito bacana quando há esse incentivo ao empoderamento feminino”, ressaltou a vocalista do Babado Novo.

Inclusão e incentivo
Alinhado ao Pacto pela Vida (PPV), programa criado pelo Governo do Estado para promover a paz em áreas de vulnerabilidade social, o concurso começou em 2014. Esta é a terceira edição com o envolvimento de todas as bases. “É um trabalho de inclusão. Diversas garotas que participaram do concurso estão no mercado de trabalho da moda. Buscamos promover o resgate dessas jovens, mostrando que elas são capazes, e também fortalecer a relação da polícia com as comunidades”, explicou o comandante-geral da PM, coronel Anselmo Brandão.

Pela segunda vez consecutiva, uma representante de Itinga vence o Garota BCS. Em 2016, Luana Souza conquistou o primeiro lugar. A comandante da BCS do bairro, tenente Naila Menezes, disse estar “muito feliz porque ela [Keise Luana] é uma menina muito esforçada e tenho certeza que ela vai galgar uma carreira de sucesso naquilo que ela se dedicar”.

Fonte: Secom Bahia | Fotos: Mateus Pereira/GovBA

O conteúdo de cada comentário é de exclusiva responsabilidade do autor e mensagens ofensivas não serão postadas.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!