10/outubro/2018- Atualizado em 10/10/2018 11:42:54

Otoniel defende inciativa do Executivo Municipal de abertura de créditos adicionais

Na sessão ordinária da Câmara Municipal de Barreiras, dessa terça-feira (09), o vereador Otoniel Teixeira falou, dentre outros importantes temas, da importância da discussão acerca de dois projetos de lei de iniciativa do Executivo Municipal que autorizam a abertura de crédito adicional com a aquisição de uma operação de crédito junto à caixa Econômica Federal, destinado a alocar recursos para pavimentação, infraestrutura e mobilidade urbana que beneficiará diversos bairros do município.

O parlamentar julgou precipitado o posicionamento de seus colegas da oposição, por sequer ter recebido o projeto em seus gabinetes, colocarem-se contra o mesmo. “Acho muito cedo tecerem qualquer crítica sobre esses projetos, onde alguns colegas parlamentares da oposição praticamente já deram seu voto contrário, pois sequer receberam em seu gabinete. O projeto que foi lido aqui hoje se trata de um projeto muito sério, haja vista que o prefeito Zito Barbosa se credencia a fazer esse empréstimo pelo que ele já tem feito pelo município nesses poucos meses de governo“, ressaltou.

Por fim, o vereador destacou a importância da aprovação da matéria que, segundo ele, é essencial para prosseguir com o processo de melhoria da qualidade de vida de todos os bairros da cidade. “Acho que a administração municipal tem respaldo para contrair e aplicar esses recursos oriundos dessa dívida que resultará em inúmeros benefícios para nossos moradores. Benefícios esses que não seria possível conseguir com recursos próprios. Eu gostaria de dizer que ainda não recebemos o projeto em mãos, precisamos analisar e interpretá-lo para depois tecermos comentários positivos ou negativos. Sabemos que em alguns bairros em Barreiras a população pede socorro, e de acordo com o projeto, esse financiamento terá o fim de atender aos anseios dessas localidades. Esses bairros merecem receber parte desses recursos. Portanto, acho que antes de ser contrário ao projeto, é preciso esperá-lo chegar ao gabinete, ver quais serão os bairros beneficiados para saber se há necessidade ou não desses recursos, para daí dar um juízo de valor”, finalizou.

O conteúdo de cada comentário é de exclusiva responsabilidade do autor e mensagens ofensivas não serão postadas.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!