11/novembro/2017- Atualizado em 11/11/2017 19:25:05

Manifestações artísticas marcam implantação de escola cultural em Itaberaba

Com música, poesia e manifestações artísticas protagonizadas por estudantes da rede estadual de ensino, o Projeto Escolas Culturais foi implantado no Colégio Modelo, em Itaberaba, no centro norte da Bahia, na quinta-feira (9). Este é o sexto município baiano a receber o projeto, que já foi lançado em Itabuna, Juazeiro, Gandu, Bom Jesus da Lapa e Feira de Santana. O evento teve a presença do secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro.

O secretário foi recepcionado pelo grupo Electric Dance, com uma performance de Flash Mob surpresa sobre arte urbana. Na sequência, houve apresentações do grupo de percussão da Escola Municipal João Almeida, conhecido como Batukejan, do Circo a Céu Aberto e do Teatro Mamulengo, projetos apoiados pelo Fundo de Cultura da Bahia (FCBA).

Pinheiro destacou que este projeto abre a escola para a comunidade e potencializa a cultura territorial, ao mesmo tempo em que promove o protagonismo estudantil. “Este é um processo muito importante para a região, que é rica em cultura, que tem um trabalho já instalado em uma cidade cujo o traço cultural é muito forte. Portanto, a ideia das Escolas Culturais é interagir com este traço, com a cidade, com o Território”, afirmou.

Segundo o diretor do Colégio Modelo de Itaberaba, Gideon Santos Miranda, a concretização do projeto é um sonho antigo para toda a comunidade escolar. “É um privilégio esta escola ter sido contemplada para a implantação do Projeto Escolas Culturais no qual podemos visualizar com mais ênfase o protagonismo juvenil, reforçando a parceria entre escola e comunidade. Além disso, a iniciativa amplia as possibilidades de aprendizagens e o desenvolvimento de diferentes competências”, conclui.

Educar para Transformar
O projeto Escolas Culturais, que integra o programa Educar para Transformar, será implantado em 85 unidades escolares, em 85 municípios, potencializando os projetos artísticos e culturais já existentes e fomentando novas atividades. As escolas estão sendo requalificadas para o desenvolvimento de ações pedagógicas voltadas para a dança, música, audiovisual, literatura, inovação e empreendedorismo, entre outros.

A iniciativa é resultado de parceria entre as secretarias da Educação, de Cultura (Secult), de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) e Casa Civil.

Fonte: Secom Bahia | Fotos: Claudionor Jr./Secretaria da Educação

O conteúdo de cada comentário é de exclusiva responsabilidade do autor e mensagens ofensivas não serão postadas.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!